Corinthians joga pro gasto, e faz ‘só’ 2 a 0 no lanterna do Brasileirão

Corinthians joga pro gasto, e faz ‘só’ 2 a 0 no lanterna do Brasileirão


Palmeiras e Corinthians já é um clássico cercado por muita tensão em qualquer situação. O duelo deste domingo tinha tudo para ser tenso ao extremo e foi exatamente isso o que se viu no estádio do Pacaembu, pela 25ª rodada. De um lado, um time desesperado por conta da situação complicada na tabela do Brasileirão e com técnico interino Narciso no banco, do outro um rival tranquilo, em campo e na classificação. No final, vitória corintiana por 2 a 0, que complica muito a equipe alviverde.

A derrota deixa o Palmeiras em situação ainda mais dramática na tabela. Com 20 pontos, o time alviverde só não é o lanterna porque o Atlético-GO tem quatro vitórias, uma a menos que o adversário. Já o Corinthians, que marcou com Romarinho e Paulinho, vai aos 35 pontos e segue tranquilo na tabela.

O Palmeiras começou o jogo em cima do rival, como era de se esperar, porém, a afobação com a bola nos pés fazia a equipe desperdiçar as jogadas com muita facilidade, ainda que conseguisse chegar ao gol de Cássio. Mas foi justamente o Corinthians, que colocava a bola no chão, que saiu na frente aos 21min.

Martinez tentou jogada individual, mas foi desarmado por Mauricio Ramos já dentro da área. Romarinho foi mais esperto, roubou a bola de Juninho e bateu cruzado para abrir o placar.

E foi na comemoração do atacante corintiano, que voltou a marcar após oito jogos e mostrou ser o carrasco alviverde na temporada pois já havia marcado duas vezes na vitória alvinegra do primeiro turno, que o clima ficou ainda mais tenso.

Romarinho comemorou o gol em frente ao setor palmeirense na arquibancada, os jogadores alviverdes tomaram as dores, principalmente Luan, e uma grande confusão teve início, em campo e nas arqubancadas, onde a Polícia Militar teve que agir para conter os torcedores próximo ao portão principal.

Poucos minutos após o recomeço do jogo, Luan se desentendeu com Guilherme Andrade, levou o segundo amarelo – já havia sido advertido por simulação – e foi expulso aos 25min, dando início a mais uma confusão.

Com um jogador a menos, o Palmeiras demorou a voltar ao jogo e continuava pecando na afobação. Porém, conseguiu colocar a bola no chão e criar boas chances com Barcos e Marcos Assunção. A mais clara, no entanto, foi aos 43min, quando Henrique mandou de cabeça na trave de Cássio.

O cenário do início do jogo se repetiu após o intervalo. O Corinthians voltou a jogar com calma, tocando a bola com tranquilidade e até encontrar um espaço na defesa rival. Ele apareceu aos 3min, mas Romarinho perdeu grande chance.

Aos 8min, o time alvinegro não desperdiçou. João Vitor deu mole na saída de bola, Douglas recebeu na área pela direita e cruzou na cabeça de Paulinho só tirar do alcance de Bruno.

O segundo gol deu ainda mais tranquilidade ao time corintiano, enquanto o Palmeiras não conseguia organizar suas ações ofensivas. As entradas de Obina e Tiago Real deram mais qualidade ao time e Cássio teve de trabalhar em chute perigoso de Valdivia. Aos 44min, o chileno ainda marcou o primeiro, mas o árbitro anulou o tento depois de consultar o bandeirinha.

Reportagem: UOL Esporte


Falando sobre:
brasileirão